Dissonâncias


APOCALIPSE

João Habitualmente

1

recatai-vos velhas
fugi para a igreja
abanai o sino
fechai bem no quarto
o vosso netinho
o vosso menino
para que não veja
para que não saiba
para que não seja
assim como esses
que são cabeludos
que só têm barba
dizem palavrões
e dão encontrões
nas ruas da baixa
aos senhores sisudos

são uns parvalhões
recatai-vos velhas
trazei um polícia
uma esquadra inteira
ai tanta sujeira
imaginem só
andam-se a drogar
até metem dó
a cambalear

isto está perdido
ó velhas fugi
ide para ali
que aqui está fodido.

recatai-vos velhas
tapai as orelhas
guardai o menino
fechai-o no quarto
metei-o na cama
para que não veja
para que não ouça
para que não seja
para que não tenha
para que não venha;
perdeu-se o respeito
já não há moral

ó velhas fugi
olhem para ali
beijam-se na rua,
fodem ao luar
antes de casar,
já nem vão à tropa
só querem dinheiro
todo para estourar,
já nem vão às putas
mostrar que são homens,

ó senhor prior,
já nem vão à missa
não têm missal
isto é um horror
vamos mesmo mal

fechai bem os olhos,
não vejais o netinho
guardai-o no fundo
de um quarto comprido
para que não veja
para que não tenha
para que não seja
para que não venha.
recatai-vos velhas
que já nem na praia
se consegue estar
ó virgem maria
ó senhor do céu
essas estrangeiras
deu-lhes para andar
de mamas ao léu
a tremelicar.

ó velhas cuidado
assim é que não
inda a procissão
só vai no adro.
não deixes que a merda
se ponha a medrar
gritai pelas ruas
falai prós jornais
morra a juventude
fine a desvergonha,

chamemos quem ponha
estes animais
c’o a corda rente.
ó velhas chamai
pelo presidente

2

libertai-vos velhas!
vinde para o sol
dançar rock n’ roll.
ide até a lua
c’uma ganza fixe.
esticai o dedo
apanhai boleia
fumai muito haxixe!
ponde a casa cheia
dos nossos poetas
dos nosso malucos;
andai de autocarro
a fugir ao pica

libertai-vos velhas!
não pagueis a taxa
acabai com a graxa
aos vossos patrões.
cagai no juízo
nas boas maneiras
cagai nas peneiras!

ó velhas então?
vinde para aqui
para a confusão!
ó velhas vesti
uma mini-saia
deixai que vos caia
esse ar tão mortiço
essa cara chocha!
mostrai-nos a coxa!
gritai uma asneira
uma malandrice

pelos microfones
das rádios-pirata
ouvi os Police
os Rolling Stones!
não vos afogueis
em mais água benta!
bebei um bagaço
jogai a dinheiro
ide ao cangalheiro
e adiai a morte
ide pelo mundo
por estradas à sorte
vinde para aqui
para o reviralho
e se não quiserdes…
ide para o caralho!

Anúncios

One thought on “Dissonâncias

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s