Passos Coelho, Parlamento e Tecnoforma: a questão da verdade


Da Estrela Serrano, do blogue “Vai e Vem”. A ler!

VAI E VEM

Passos TecnoformaComo se esperava, a Procuradoria-Geral da República arquivou o inquérito resultante da denúncia anónima que envolve Passos Coelho “por inadmissibilidade legal de procedimento”, isto é, prescreveu. E amanhã a própria Tecnoforma dá uma conferência de imprensa (ao que antecipam vários jornalistas para dizer que não efectuou pagamentos a Passos Coelho). Também o primeiro-ministro falará amanhã. Quanto ao Parlamento, parecem esgotados os documentos e os argumentos sobre a exclusividade do então deputado Passos Coelho.

O círculo está, pois, aparentemente, quase fechado. E, no entanto, do que foi dito e escrito, é difícil descortinar onde estão as verdades, as meias-verdades e as mentiras.

Comecemos pelo Parlamento:

O secretário-geral da AR (que mereceu as maiores críticas de quase todos os jornalistas) informou que não existe um pedido de exclusividade de Passos Coelho feito durante o tempo em que ele exerceu funções de deputado. O pedido de exclusividade é feito no início ou…

View original post mais 654 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s