ONU cria Think Tank dedicado


vida-interessante-de-um-gato-imagem-interessante-engracadoSegundo fonte quase oficial e que não quis ser identificada (na verdade foi o meu gato que me sugeriu a ideia), a ONU criou um Think Tank multi-disciplinar para analisar a possibilidade de existir uma relação entre os misteriosos recentes incidentes com aviões da Malasya Airlines e o crescimento exponencial de pedidos de adesão à CPLP.

A ONU, onde alguém leu a “Mensagem” há pouco tempo, receia que os acontecimentos estejam ligados entre si e desconfia que pode estar em marcha o V Império. Nas Nações Unidas muitos temem a repristinação do Tratado de Tordesilhas.

Na Amazon dispararam as vendas de cassetes do curso à distância “Fale português como um autóctone em 10 lições”. Até o Ministro da Educação, Nuno Crasso, já adquiriu um exemplar.

Este Think Tank vai igualmente debruçar-se sobre a mais que improvável prática de crimes de guerra putativamente realizada por Israel na Palestina.

Para NY seguiram já o Camilo Lourenço e o José Gomes Ferreira, acompanhados daquele personagem de ópera bufa que dá pelo nome de João Pereira Coutinho.

Dois “pesos” e muitos milhões de dólares mais tarde…


duplacavacopassosCavaco Silva e Passos Coelho não aplaudem ditadores de países que aplicam a pena de morte. Não querem nada com estados deste jaez.

Já não têm problemas em vender-lhes empresas como a EDP, a REN ou companhias de seguros.

A questão que me estava a escapar é que há penas de morte boas, como as da China e dos EUA, e penas de morte más, como a da Guiné. Ainda bem que temos líderes que sabem distinguir.

Nunca mais aprendo, porque, acredito, o problema de não entender este género de coisas destas deve ser exclusivamente meu.