ONU cria Think Tank dedicado


vida-interessante-de-um-gato-imagem-interessante-engracadoSegundo fonte quase oficial e que não quis ser identificada (na verdade foi o meu gato que me sugeriu a ideia), a ONU criou um Think Tank multi-disciplinar para analisar a possibilidade de existir uma relação entre os misteriosos recentes incidentes com aviões da Malasya Airlines e o crescimento exponencial de pedidos de adesão à CPLP.

A ONU, onde alguém leu a “Mensagem” há pouco tempo, receia que os acontecimentos estejam ligados entre si e desconfia que pode estar em marcha o V Império. Nas Nações Unidas muitos temem a repristinação do Tratado de Tordesilhas.

Na Amazon dispararam as vendas de cassetes do curso à distância “Fale português como um autóctone em 10 lições”. Até o Ministro da Educação, Nuno Crasso, já adquiriu um exemplar.

Este Think Tank vai igualmente debruçar-se sobre a mais que improvável prática de crimes de guerra putativamente realizada por Israel na Palestina.

Para NY seguiram já o Camilo Lourenço e o José Gomes Ferreira, acompanhados daquele personagem de ópera bufa que dá pelo nome de João Pereira Coutinho.

Anúncios

Israel, Palestina e ONU


nena_palestina_tanque_israel

 

Diz o pivot da SIC notícias que “as nações unidas desconfiam que Israel cometeu crimes de guerra em Gaza”.

Por um lado é estranho. Eu nunca desconfiei de nada. Quando vi os Tanques Israelitas até pensei: “olha, mais uma acção do Banco Alimentar contra a Fome que vai levar pão e alimentos às crianças da nação sequestrada. Os carros com lagartas devem ser por causa do terreno, assim têm mais tracção. E o canhão à frente deve ser para pendurarem os sacos das compras”.

Agora começo a perceber que aquilo que caía do céu eram bombas e não “rosas, meu senhor”. Ainda bem que existe a ONU para esclarecer estes mal-entendidos.

Segundo parece vão abrir inquéritos aos alegados crimes. E Israel vai ser severamente punido, ficando sem sobremesa durante uma semana.