O que estão a ler alguns membros do Governo


miguel+poiares+maduroPoiares Maduro – O eminente Constitucionalista

ROSA, M. C. Introdução à morfologia. São Paulo: Contexto, 2000

Objectivo: compreender o Português escorreito dos Acórdãos do Tribunal Constitucional

 

Post troika evaluation press conference

Maria Luís – A miss Swaps

O verdadeiro Almanaque BORDA D’ÁGUA, Reportório útil a toda a gente, 2014

Objectivo: tentar fixar que “Junho floreiro, Paraíso Verdadeiro”; “Em Julho, debulhar”; e “Quem casa em Agosto, não casa a gosto”, ideias que vai procurar reflectir na proposta de Orçamento de Estado para 2015

 

passos-coelho_zorate

Passos Coelho – O homem que nunca mente, apenas muda de Opinião consoante as circunstâncias

“A Fenomenologia do Ser”, de Jean-Paul Sartre, ano desconhecido, editora desconhecida, 

Objectivo: contra todos os pareceres entretanto encomendados, via Nuno Crato, ainda está à procura da obra sendo esse, para já, o seu principal e único objectivo. Se, contra toda a razoabilidade, isso vier a acontecer os Passos seguintes serão: 1. aprender Filosofia; 2. localizar uma Livraria no Google Maps e 3. instalar a prótese cerebral indispensável a tão magna tarefa.

A sua citação preferida, do supra referido autor, é “Quando os ricos fazem a guerra, são sempre os pobres que morrem.” Tem esperança de encontrar mais boas ideias, deste tipo, na obra mencionada.

Entretanto está a ler um digest do “Caminho da Servidão”, do Hayek, que o Relvas lhe preparou, na esperança de lá encontrar fotos da Salma sem roupa.

Rui Machete: para “amaciar” Cavaco?


machete1Factos interessantes e a reter…

FLA

 

 

 

– Foi presidente da SLN, a empresa “proprietária” do BPN que ficou com a “chicha“, de que nós estamos a roer os “ossos“;

– Era, até agora, Presidente da Fundação Luso-Americana, uma daquelas coisas que tipos como o Carlucci apreciavam tanto;

– O filho é Juiz do Tribunal Constitucional, desde Outubro de 2012;

– O filho é ainda Jornalista: Membro do Conselho de Redacção da revista “Cadernos de Justiça Administrativa“.

– Foi meu Professor de Ciência Política, na FDL (Fiz a cadeira com 15)

Tenho a certeza que procurar influenciar o Tribunal Constitucional não teve nada a ver com a escolha. 🙂